Fale Conosco

Fale Conosco

_______________________

Fale Conosco

A Patagônia Argentina é um lugar amplo e inóspito. As cidades ficam distantes umas das outras com pouca estrutura entre elas. O ideal é viajar entre as principais cidade de avião ou ônibus. Se desejar conheço dirigindo, sugiro que separe vários dias para a viagem e tenha alguns cuidados.

 

 

Estradas da Patagônia

As estradas da Patagônia são asfaltadas e em bom estado de conservação. Algumas porém são de rípio, ou seja, pavimentadas com
um pedra redonda tirada dos rios. Esta são perigosas e requerem atenção redobrada. Existem poucos pontos de apoio. O vento é  forte e constante durante o clima do verão e a neve durante o inverno também devem ser motivos de atenção.
 

Alimentação na Patagônia

Na Argentina, misto de cultura espanhola com colonização européia, os costumes alimentares são muito semelhantes aos do Brasil, em especial à comida gaúcha. A carne de gado e de cordeiro, uma das melhores do mundo, é prato básico nas refeições. O prato nacional a parrillada, um tipo de assado feito na grelha onde estão incluídos também os miúdos do boi.

 

Cuidado Especiais

O sul do continente e, especialmente a zona do Estreito de Magalhães e da Terra do Fogo, está localizado sob uma das grandes falhas da camada de ozônio, sendo fortemente recomendado o uso constante de bloqueadores solares e de óculos com proteção UV. De modo geral não são países perigosos para o viajante, o qual, entretanto, como em qualquer lugar do mundo, não deverá ser descuidado e nem se expor de forma imprudente.

 

Vistos e vacinas para Patagônia


Os brasileiros não necessitam visto para entrar no país, somente passaporte válido ou carteira de identidade. Sugerimos que a foto do documento não seja muito antiga para evitar transtornos. (atenção: não são aceitas carteiras emitidas por órgãos de classe como OAB, CRM, COREN, etc.), Não é necessário nenhum tipo de vacina.

Moeda e preços da Patagônia

Na Patagônia Argentina a moeda é o Peso Argentino. Os preços são um pouco mais elevados do que os praticados em Buenos Aires devido a distância e ao grande fluxo de turistas estrangeiros. O dólar é aceito facilmente, embora seja aconselhável viajar também com a moeda local. O Real só poderá ser trocado em casas de câmbio com cotação nem sempre vantajosa.

 

Faça a conversação de moedas local aqui!

 

 

Data Feriado
1 de Janeiro Ano Novo
6 de Janeiro Dia de Reis ou Epifania
móvel Sexta-feira Santa
24 de Março Dia Nacional da Memória pela Verdade e a Justiça
móvel Dia do veterano de guerra e mortos em combate na Guerra das Malvinas
1 de Maio Dia Internacional do Trabalho
25 de Maio Revolução de Maio
móvel* Dia da Bandeira Argentina
9 de Julho Dia da Independência
móvel* Morte do general José de San Martín
11 de Setembro Morte de Domingo Faustino Sarmiento
Móvel Dia da Raça
8 de Dezembro Imaculada Conceição de Maria
25 de Dezembro Natal

 

Dicas dos Passageiros para Patagônia Argentina

Abaixo se encontram algumas dicas de viagem cedidas por passageiros que já visitaram este destino com a Gold Trip, portanto, este é o resultado de suas próprias experiências e reflete a opinião de cada um. Quando voltar das suas férias, envie você também as suas dicas! Boa Viagem!

 

  • “O Lago Argentino, toda aquela planície esculpida pelo degelo da última era glacial, tudo é maravilhoso. Um capítulo a parte é o Glaciar Perito Moreno. Foi a coisa mais fantástica que já vi na minha vida!” Marcelo Machado e Monise Lima

 

  • “Um passeio no centro de El Calafates para compras e o Tango Porteño em Buenos Aires. O Trenó em Ushuaia também vale muito a pena.” Elvis e Melissa Minucelli

 

  • “A América do Sul têm muito a mostrar, as paisagens que surgem à frente de nossos olhos são de uma beleza ímpar. Os glaciares impressionam pelo seu tamanho e  são simplesmente magníficos, demonstram uma natureza pouco explorada pelo homem e uma preocupação para as novas gerações, do cuidado e preservação do meio ambiente.Uma dica, dar uma esticadinha e ficar uns 2 ou 3 dias na cidade de El Chalten, uma paisagem de tirar o fôlego e porta de entrada para admirar os mais belos glaciares.” Cleide Maria Swirski

 

  • “Sugiro a quem gosta de neve, que vá no inverno, e também vá a uma estação de esqui. Comer torta de tiramissu  no restaurante Casimiro biguá, é ótima. A pizza e as empanadas do restaurante La Lechuga, são excelentes. Levar peso argentino, economiza tempo para trocar. Optar por glaciares ou todos os glaciares, não precisa fazer os dois. Melhor todos os glaciares. Não precisa dia livre em El Calafate, pois a cidade é pequena e pode-se passear, após o retorno dos passeios ao final da tarde ou noite.

Levar blusa e calças underwear, são ótimas. Touca ou capuz que possa ser amarrado ou abotoado devido aos fortes ventos.” Aparecida Oliveira e Sueli Gomes

 

  • “Passeio – El Calafate (Perito Moreno e safári náutico imperdível); Puerto Natales (Chile) viagem muito cansativa aproximadamente 7 horas devido tempo de aduana e o passeio de um dia pode ficar prejudicado pelo tempo, se a pessoa tem mais dias daí sim, caso contrário optar só pela Argentina e curtir mais passeios em El Calafate e Ushuaia. Ushuaia, alertar que devido só anoitecer lá pelas 21 horas.
  • Compras – Puerto Natales : Ñandú artesania (diversificada, bom atendimento) duas lojas e uma com restaurante.” Lucia Freitag e Margaret Nardi

 

  • “A Patagônia Argentina é um destino excelente! Em El Calafate, a imponência do Glaciar Perito Moreno deixa qualquer um de queixo caído, maravilhado! Em Ushuaia, a beleza das paisagens do Parque Nacional da Terra do Fogo, os passeios de barco, com a possibilidade de ver animais como os leões marinhos, e a caminhada na ilha dos Pinguins são, simplesmente, imperdíveis!
  • Em El Calafate, não deixe de ir ao restaurante La Cocina (Avenida Libertador, 1245). Foi a comida mais saborosa e bem feita que comemos na Patagônia Argentina! Não é dos mais baratos, mas compensa pelo sabor. Comemos truta, arroz com queijo e batatas fritas… simples, mas excelente!
  • Também não deixe de tomar sorvete de calafate na Ovejitas de La Patagonia (Avenida Libertador, 1197). Apesar da cor escura, o sorvete é doce na medida certa!” Patrícia Franco Trajano – Fernando Cesar de Souza

 

  • “No opcional da Mil Outdoor em veículo off-road “o roteiro  Cerrro Frias com jantar na  Estância é melhor do que o  Balção de Calafate. Eu e a Lenita fizemos os dois.” Luisa Frischeisen

 

  • “O passeio com a Mil Outdoors, com 4×4  é excelente- vale a pena o de 06 horas- o Guia Luis faz um churrasco no meio do “cemitério de pedras” e serve inclusive vinho nacional; o chocolate mais famoso do local é o laguna negra, mas o ovejitas é bem melhor; o restaurante Casemiro, não o Casemiro Bigua (este muito turístico e não tão bom) é ótimo. Como sugestão, o cordeiro no forno, com molho de calafate e batata espanhola vale a pena. Para acompanhar, beber um vinho da uva malbec, local, da Bodega Del Fim del Mundo. O restaurante Pascácio tb é ótimo para comer merluza negra. Não recomendo o Casemiro Bigua (parrillha para turista) e nem o Barrica do Enópio (truta pouco interessante e vinho não climatizado) . O Perito é show e não precisa nem comentar. Na Baía O’nelli (tour fluvial rios de Gelo), ao invés de comer na estância (opcional) vale a pena levar um lanche e comer olhando para os icebergs (não foi o que fizemos, mas seria melhor)” Michel Betenjane Romano

 

  • “Todos os restaurantes da rede Casimiro Biguá em El Calafate são especialíssimos.” Maria Graziela / GO

 

  • “Em El Calafate no mini-treking (imperdível) não deixe de levar um lanche bem reforçado, nós fomos orientados a levar, mas tinha muita gente sem nada e lá não tem nada pra comprar, nem água.” Ana Regina e Roberto / DF

 

  • “El Calafate é uma cidade encantadora. A primeira impressão, quando o avião se aproxima da região, é a de que se está no meio de um deserto. Mas, basta uma caminhada pelo centro para descobrir uma cidade simpática e cheia de atrações. Recomendo os restaurantes La Vaca Atada e Los Amigos. Este último não está em nenhum roteiro e fica numa transversal à Avenida Libertador. Infelizmente não lembro o nome da rua. Três simpáticas senhoras comandam o lugar, especializado em pescados e mariscos. Um achado. Bons preços e um atendimento especial. Não aceita cartão, como a maioria dos restaurantes e lojas da cidade, mas pode-se pagar em dólar ou euro. Não há muito que comprar em El Calafate. Só há souvenires para turistas e os preços são altos. Vale a pena experimentar o sorvete, a geléia e o licor de calafate. Muitos bons. Uma última dica importante serve para esta e outras viagens mais longas: planejar com antecedência.” Antonio e Solange Castelo / RJ

 

  • “Ao viajar a Patagônia não deixe de incluir no seu roteiro El Calafate para daí ir conhecer o Glaciar Perito Moreno.” Sérgio e Geneci Lopez / RS

 

  • “Não deixem nenhum dia livre no passeio. As atividades são tantas e tão proveitosas que não vale a pena ficar em Hotel.” Deuselio e Lucas Maione / GO

 

  • “Restaurantes: La Letucha Pizzas e La Tablita – Loja: Telares Andinos” Marietta Gomes / RJ

 

  • Jantar ou almoçar no hotel alto calafate; pedir quarto não fumante; tomar chocolate quente na Laguna negra; mini trekking perito moreno.” Ivan Jr. E Josaine Borges / SC

 

  • “Eu fiquei apavorada com o frio e acabei comprando uma calça que coloca sobre a outra calça, foi muito útil e uma boa relação custo/benefício. Na verdade a umidade da chuva trouxe a sensação de frio. Eu fui aos museus de Ushuaia e El Calafate. Gostei muito do museu de El Calafate, é um museu de ciências naturais, com fosseis de dinossauros (argentinossaurus…), muito bem organizado, tranqüilo, com bom atendimento.” Fátima Patz / SP

 

  • “Visitem a Parrilla La Tablita, Calle Coronel Rosales, 28, é o melhor Cordeiro Patagônico de Calafate. Evite a Aerolineas Argentinas, o serviço é péssimo, as aeronaves são velhas e mal cuidadas. Não se iludam com o anuncio da Parrilla Casimiro Biguá, o lugar é bonitinho, mas ordinário, sua comida deixa muito a desejar. Não deixo de recomendar o buteco Casablanca, na Libertador, 1202, tem boa cerveja, bons petiscos e o lugar é quentinho, ideal para um parada estratégica. Para quem aprecia chocolate, visite o Ovejitas de la patagônia, vale a pena provar e trazer algumas caixas, os produtos são excelentes.” Ulisses e Maria Ribas

 

  • “Gostei da loja Finisterre, que oferece artigos ecologicamente sustentáveis e da Laguna Negra, com os melhores chocolates do mundo. Restaurante, o Casimiro Biguá.  A excursão às cavernas Walichu agora só acontecem com guias. Fui a pé e apesar de longe (18km ida e volta) valeu a pena pela paisagem a beira do lago.” Marcia Lucia Guilherme

 

  • “Os passeios de 4X4 oferecidos pela Mil Outdoor realmente vale muito a pena. Na época do ano que eu viajei (maio), a região fica belíssima com as folhas das árvores em tons avermelhados. Na rua principal de El Calafate tem uma “lanchonete” com sanduíches deliciosos. Eu comi um de presunto cru com abacaxi que estava uma delícia.  Infelizmente não me recordo o nome do local.” Marcia Sabença

 

  • “Em El Calafate há um restaurante peculiar: Los Amigos, onde os locais comem. Pescado e massas.” Lilian Cohn da Silva Telles

 

  • “Em El Calafate, provar chocolates Ovejitas, fazer os passeios clássicos aos glaciares e 4×4 Cerro Frias (depois tem um jantar ótimo de churrasco). Se for a Puerto Natales-Chile, ir ao restaurante Angelica´s – ambiente fino, gostoso, preço bom…prove o King Crab fresco …” Marcel Klapouch e Thais Matsubara

 

  • “Talvez seja interessante ao ir a um supermercado levar uma sacolinha, pois eles não dão saco plástico para você levar as compras. Os hotéis, menos o Ibis, oferecem Internet grátis aos seus clientes. Nos passeios, principalmente para os Glaciares, há fotógrafos junto que tiram algumas fotos suas e acrescentam ao DVD que oferecem por um preço razoável. O conteúdo desses CDs é muito bom.” Eduardo e Ruth Zechmeister

 

  • “Como é uma cidade voltada ao turismo, tudo é caro, talvez pela presença de muitos alemães, franceses, japoneses, americanos e israelenses, com poder aquisitivo e câmbio muito mais favorável que dos brasileiros. Por isso, se for visitar outras cidades, deixe para tomar vinhos e comprar souvenirs em outros lugares. Fique com a cerveja Patagônia, muito saborosa. E os chocolates também não são grande coisa, além de caros. Os chocolates de Bariloche são infinitamente melhores.- De todos restaurantes gostamos mais do La Vaca Atada, na avenida principal. Servem carnes ao ponto excelentes, risotos e massas muito bons. Os preços são justos e o atendimento cordialíssimo. – O mini-trekking no glaciar Perito Moreno foi o melhor de todos os passeios, é imperdível. Caminhamos na ponta sul do glaciar, em cima do gelo mesmo, com apoio dos guias locais, que explicaram todos os detalhes sobre a formação dos glaciares e o ecossistema da região. Apesar de haver subidas e decidas há paradas constantes para reaver o fôlego, sendo um tour fácil/médio até para sedentários. Os tours são lotados, por isso é importante reservar com bastante antecedência, já na compra de seu pacote, pois se deixar para comprar este tour lá é praticamente impossível. Ao caminhar você vai até sentir calor, portanto não exagere nos casacos. Leve gorro e luvas, e vista um tênis confortável, lá você vai amarrar grampões nos pés. – Na Patagônia toda o vento é constante, por isso os passeios de catamarã para ver os glaciares podem ser um pouco sofridos para quem enjoa fácil. Tome seu Dramin antes de embarcar e se alimente constantemente, pois o passeio vale a pena com certeza. E leve um agasalho corta-vento ou capa de chuva por cima do casaco, para poder andar pelo barco e tirar lindas fotos.” Danilo Nunes e Susane Schmieg

 

  • “Sierra Nevada é um hotel maior que los Naranjos, eles se detêm menos nos detalhes, mas funcionou muito bem. O quarto era bastante espaçoso.” Débora e Mário Mikulincer

 

  • “El Calafate é fantástico. Ushuaia é apenas para dizer que foi ao fim do mundo. Mas de aventura El Calafate propicia as melhores experiências.  Fazer trekking no glacial Perito Moreno é imperdível.” Simone Nascimento – Patagônia e El Calafate

 

 Ushuaia

  • Ushuaia é uma cidade bem aconchegante, bem preparada para receber turistas, bonita, limpa e com atividades muito divertidas. Parece cenário de filme.
    O passeio aos lagos Escondido e Fagnano foi perfeito, as vistas são incríveis e o almoço bem saboroso.
    O passeio Nieve y Fuego também foi incrível, a experiência de andar no trenó puxado por cães é demais. Fechou a viagem com chave de ouro.
    Todos os restaurantes que visitamos eram muito bons, porém dois se destacaram: o Bodegón Fueguino, com um ambiente aconchegante e um cordeiro ao molho de laranja e mel delicioso; e o Villaggio, com frutos do mar excelentes, inclusive a famosa centolla. Ambos ficam na Rua San Martín.
    Todos os passeios valeram muito a pena, principalmente o passeio de 4×4 aos lagos Escondido e Fagnano, o Cerro Castor e o Nieve y Fuego.” Lúcia Gabriela Dias Camarinho – Ushuaia

 

  • “Uma dica aos que pretendem visitar a Patagônia. Levem muitos Pesos ou muitos dólares.  O melhor é usar Dólares ou Reais, pois, cotação lá é melhor que nas casas de câmbio daqui do Brasil.
  • Ushuaia é uma cidade muito interessante! A Cadeia de montanhas cobertas de gelo e neve que cercam a cidade é impressionante. Tivemos um dia livre e visitamos a estação de ski Cerro    Castor. Foi muito legal. Nos divertimos muito. Participamos da noite de neve e fogo e foi muito legal também. Em Ushuaia fomos ao restaurante Andino. Fica na esquina da San Martin com    a 25 de mayo. O cardápio é bem variado. O atendimento é bastante simpático e vale a pena visitar o museu do presídio. Fica na Av. Yaganes. A entrada principal fica em frente à R. Gdor.          Felix Paz. São 5 pavilhões. Um deles é um museu.” Marcelo Machado e Monise Lima

 

  • “Em Ushuaia, façam o passeio no Parque Nacional, fogo e neve e passeio de barco pelo canal de Beagle. Para comer em Ushuaia: Cantina fueguina do Freddy, com serviço do garçom Javier. excelente.” José Camilo Gava Neto

 

  • “Em Ushuaia o restaurante CHICHIO’s, que é familiar e freqüentado pelos locais, sensacional e preços honestos. A merluza negra é imperdível !!

           Acho que deveriam sugerir aos turistas um passeio que não está no roteiro das agências que é a subida por teleférico ao Cerro Martial. Está localizado há 10 minutos do centro e de táxi                        pagamos 50 pesos. Funciona mesmo no verão e o visual é incrível e há uma boa chance de contato com a neve( mesmo no verão). Ótimas trilhas para caminhada.” Paulo Roberto Lima               carreiro

 

  •  La Última Bita, na San Martin; preços bons, com variedade de opções, etc.
    Restaurante –  Por sugestão do Hotel conhecemos o El turco e um outro cujo nome é Azul (numa esquina), bons e preço em conta. Prato com carne maravilhoso.” Lucia Freitag e Margaret Nardi

 

  • “Gostamos muito do nosso roteiro, de todos os lugares que conhecemos e dos passeios escolhidos. Tenho apenas uma ressalva a fazer sobre o almoço do 4×4 em Ushuaia, pois no roteiro fala que almoçaríamos um cordeiro assado, o que não aconteceu. Comemos um churrasco de chouriço, muito bom por sinal.Em El Calafate não deixe de conhecer o restaurante Los Amigos; o minitrekking no Glaciar Perito Moreno é imperdível; o 4×4 em Ushuaia; o trekking e canoas no Parque Nacional em Ushuaia é muito legal, passamos por muitos lugares lindíssimos e o almoço dentro da barraca foi 10. O passeio a Estância Cristina é legal por passar pelo Glaciar Upsala e pelo passeio 4×4. Ver os pinguins na Isla Magdalena. Tivemos muita sorte também em Torres Del Paine, pois conseguimos ver as 3 torres, que quase sempre estão encobertas pelas nuvens; Lago Grey é outro lugar lindo, enfim foi  tudo de bom esta nossa viagem e recomendo para quem gosta destes tipos de passeios, vale a pena!!! Verônica Souza Maia e Lúcia Elena De Paiva

 

  • “Adoramos a viagem! O lugar é maravilhoso! El Calafate é uma graça e os glaciares são deslumbrantes! Ushuaia também é linda! Ver os pinguins de perto foi uma experiência inesquecível!Além dos restaurantes que já são citados, gostaria de recomendar o “Chichos” em Ushuaia, que, apesar de simples e não ter uma vista do canal, tem pratos deliciosos, porções bem servidas e preços muito bons. Em El Calafate, além do “Pura Vida”, gostamos muito do “La Lechuza” e dos sorvetes da “Ovejitas”.

         Os hotéis em que ficamos “Lar Aike” em El Calafate e “Hostal del Bosque” em Ushuaia são aconchegantes e recomendáveis, pra quem não se importa de caminhar um pouco.
         O trekking no Glaciar Perito Moreno é imperdível e o passeio à colônia de pinguins na Isla Martillo é algo pra se lembrar por toda a vida! Também curtimos muito a excursão aos lagos                       Escondido e Fagnano, com canoagem e 4×4! Nosso motorista e guia Nicolas foi sensacional e o churrasco também estava incrível! Wagner Polistchuk

 

  • “Difícil indicar um único restaurante, pois todos os restaurantes são muito bons. Quem vai a Ushuaia não pode deixar de fazer o passeio 4 x 4 com o guia Gustavo da empresa Ushuaia Outdoors.” Rosemeire Mendonça da Rocha

 

  • “Deixe para comprar lembranças e artesanatos em Ushuaia, é bem mais barato, reserve algumas notas da nossa moeda, encontramos lojas em que 1 real= 3 pesos! Se for fazer o passeio mini trekking no glacial Perito Moreno, leve roupa impermeável e capa de chuva para não serem surpreendidos…” Maria Cristina de Souza Braga e Jose Flavio de Vasconcellos

 

  • “Compras em Ushuaia está barato.
  • Em Ushuaia o roteiro de 4×4 é imperdível, acompanhado às margens de algum lago, de churrasco argentino é incomparável devido a raça do gado que tem a gordura diluída na carne um        delícia. Ainda com os Rand Rovers se vê muito dos diques feito por castores, uma praga trazida do Canadá….
  • A Carne não leva temperos, só pouquíssimo sal, não precisa, e mal passada. Aprendi há muito que o sabor melhora quanto menos passada Se costuma, eu só comia bem passada anos.
  • Sobre as roupas ter à mão sempre um impermeável, mesmo que não chova, para barrar o vento frio.” Edison e Dolores Drefahl

 

  • “Em Ushuaia, o restaurante Parrila de Rueda ofereceu boa comida a bons preços e serviços, e tomei a melhor cerveja preta do continente, a cerveja artesanal BEAGLE de Ushuaia. Por outro lado, NÃO IR AO MUSEU DAS MAQUETES, é ruim demais para os nossos padrões. Sugeriria um passeio para conhecer os arredores da cidade, bairro do bosque, etc.” Marcia Lucia Guilherme

 

  • “Restaurante Kaupe em Ushuaia (exige reserva) é um excelente opcional que deveria ser incluído.” Decius Valmorbida

 

  • “Restaurantes: Tia Elvira e Tante Nina.”Artur Moura

 

  • “O passeio ao parque da terra do fogo, com Lapataia,  é legal, mas muito turístico, sem qualquer aventura ou trekking. O catamarã na parte da tarde com destino às pingüineiras é muito melhor. Também imbatível é o 4×4 que vai aos Lagos Escondido e Fagnano, com parada na estância, para um churrasco, que tb acompanhou vinho nacional ÓTIMO.  As compras excelentes, principalmente roupas de trekking e esqui- Loja de multimarcas no centro, com roupas da Columbia com excelente preço. Restaurantes Kaupe (ótimo) e Marcopolo (muito bom).” Michel Betenjane Romano

 

  • ” Passeio 4×4 em Ushuaia realmente é imperdível. A visita ao Glaciar Martial em Ushuaia, é muito interessante e pouco divulgado. O sorvete de calafate em Ushuaia é divino também!!!” Maria Graziela / GO

 

  • “Ushuaia de todos é o melhor lugar de compras. Não é Buenos Aires, mas o comércio é bem diversificado com preços convidativos. Fomos ao restaurante Tia Elvira para almoçar é comemos um peixe delicioso, na Confeitaria Tante Sara dá pra tomar um bom café com umas tortas muito gostosas, o atendimento não é lá essas coisas, mas vale o investimento.” Ana Regina e Roberto / DF

 

  • “A Cantina do Freddy, na San Martin, é uma ótima opção. Sem falar nas chocolaterias, chás e tortas deliciosas, encontrados no Tante Sara, também na San Martin. Ushuaia é zona franca, mas na verdade existe apenas um grande free-shop na Avenida San Martin. Encontramos preços e variedade de produtos melhores nos free-shops de Buenos Aires e do Rio. Em Ushuaia, o que vale mesmo comprar são as campeiras e impermeáveis. Pelo equivalente a 150 reais, comprei um excelente impermeável marca Columbia. As botas para caminhadas, do tipo Timberland, também custam bem mais barato que no Brasil. E é bom não esquecer que em Ushuaia existe um Carrefour, onde se pode comprar de tudo, principalmente frios e vinhos baratíssimos para comer no quarto se preferir economizar. Para se ter uma idéia, um vinho de boa qualidade custa entre 8 e 10 reais. O mesmo vinho custa aqui entre 25 e 35 reais. Com relação ao hotel escolhido, o Las Lengas, foi uma surpresa muito agradável. A vista do hotel para a baia de Ushuaia é algo inesquecível. O atendimento é bom. Recomendo este hotel com uma restrição. Como não há elevador, aconselho acomodar pessoas idosas no primeiro andar, já que não há funcionário para transportar a bagagem. E não deixem de fazer o passeio pelo teleférico até o Glaciar Martial, bem perto do centro.” Antonio e Solange Castelo / RJ

 

  • Programa furado: city tour no ônibus deles. Caro e vc não conhece nada. O melhor é conhecer a cidade caminhando ou pegar um táxi.
  • Programa imperdível: lagos Escondido e Fagnano
  • No restaurante do Freddy a centolla é a merluza são muito boas.
  • Sorveteria em frente ao hotel Villa Brescia (esqueci o nome). Muito bom!
  • Chocolates Turista. Uma delícia! Família Carvalho / RJ

 

  • “Não deixem nenhum dia livre no passeio. As atividades são tantas e tão proveitosas que não vale a pena ficar em Hotel.” Deuselio e Lucas Maione / GO

 

  • “Restaurantes Tia Elvira e Bodegon Fuegino.” Marietta Gomes / RJ

 

  • “Passeio canal beagle comprar área VIP no barco (vale a pena); parque terra do fogo levar passaporte para carimbar; preço muito bom em Ushuaia de roupas, calçados” Ivan Jr. E Josaine Borges / SC

 

  • “Em Ushuaia, ir ao Restaurante e Pizzaria El Turco – Comida boa e não se gasta tanto. Também não deixar de provar o cordeiro fueguino. Carregar sempre a bateria de sua máquina ou filmadora, levar com memória grande ou um pen drive pra ir descarregando… fotos sem fim! Para ligar para o Brasil ir aos Locutórios (cabines telefônicas), pois sai muito barato!” Marcel Klapouch e Thais Matsubara

 

  • “A loja POPPER de roupas de inverno e esqui. A do centro (San Martin) é ótima. Já a sua filial de aluguel de roupas em Cerro Castor é péssima. Fomos bem mal atendidos por uma funcionaria bastante mal educada, além das roupas de aluguel serem muito caras.  Melhor alugar roupa de esqui nas lojas do centro. Sai bem mais barato.”  Monica e Eduardo Stock

 

  • “Loja Sol de Inverno – R. San Martin, 927” Ana e Luisa Vasconcellos

 

  • “Adoramos o Retaurante Bodegón Fueguino – Av. San Martin, 859 – Diversas opções de cordeiro patagônico, vinhos excelentes e com preço justo (muito mais barato que em El Calafate). Além disso o ambiente é muito acolhedor, com peles de carneiro forrando as cadeiras, e o pessoal atende muito bem, são muito simpáticos. Site: www.tierradehumos.com/bodegon
  • O passeio de catamarã para visitar a pingüinera é imperdível. Leve bateria extra para a câmera e se puder filmar os pingüins melhor ainda. Na Patagônia venta o tempo todo, o que pode causar muitas ondas no Canal de Beagle, portanto, quem tem estômago sensível deve tomar seu Dramin antes de embarcar. Na ida foi tranqüilíssimo, mas a partir da metade da volta o mar chacoalhou bastante. Para ver os pingüins valeu a aventura!
  • A loja Popper tem roupas e acessórios esportivos de todo tipo, das melhores marcas. Os preços são bons, vale a pena garimpar e comparar com os preços do Brasil.
  • A loja Tierra de Humos tem artesanatos de excelente qualidade, feitos em cerâmica, lã e couro. As cerâmicas são lindas e diferentes das outras lojas. Preços razoáveis. Site: www.tierradehumos.com
  • Para quem gosta de caminhar na natureza, recomendo subir o teleférico. A partir dele pode-se fazer caminhada por diversas trilhas, subindo, mas sem dificuldade. Para quem nunca tinha visto e brincado na neve, valeu a pena aproveitar um pouco que havia caído na noite anterior, mesmo em pleno verão.” Danilo Nunes e Susane Schmieg

 

  • “No restaurante Maria Lola em Ushuaia come-se bem e a vista é deslumbrante principalmente ao entardecer. Recomendo que faça o passeio que visita todas as geleiras” Maria do Carmo de Salvo – Patagônia

 

  • “Los Naranjos, é uma graça. Localização boa, muito charmoso. Em Ushuaia, comemos muito bem num restaurante chamado “Tia Elvira”, comemos lá “Centocha” e “Merluza Negra”, que são os peixes típicos do local.” Débora e Mário Mikulincer

 

 

Puerto Madryn

  • “Pub Margherita em Puerto Madryn… Ótima comida e atendimento!” Maria Graziela / GO

 

  • “Restaurante TasKa Beliza, a comida é excelente, o atendimento pitoresco e o vinho delicioso. O passeio no cais vale a pena apesar do vento. Comemos uns doces caseiros maravilhosos perto do hotel em que ficamos, fica na avenida Julio Roca mas não guardamos o nome, uma pena. Dê uma olhada nos produtos de lã de Guanaco no museu paleontológico, são bonitos, macios e o preço não é absurdo, compramos um xale por R$ 40,00 ($ 80,00) de fazer inveja.Observar que o chek out de todos os hotéis é às 10h e que o comércio fecha na hora do almoço das 15 às 17h. Vale a pena experimentar o cordeiro patagônico, o melhor para nós foi em Puerto Madryn na Estância Faro Punta Delgada, que estava incluso no nosso passeio.” Ana Regina e Roberto / DF

 

  • “Loja: Marie France – Rua da Praia
  • Restaurante: P. Madryn – “Caprichosa” – Esquina da Boul.Alte Guilermo Brown e Luis Perotti.” Ana e Luisa Vasconcellos

 

  • “Cremes hidratantes intensos, filtro solar para face, braços e lábios. Restaurante da Yoaquina, na beira da praia com excelentes frutos do mar e Restaurante Caccaro, na Av. Beira Mar. Pequeno, mas atendimento bom e carne boa! Todos os passeios para avistamento dos animais selvagens.” Fabio Pimentel de Oliveira e Paula Pache Saldanha Ferreira – Patagônia