Dicas de Viagem para os Estados Unidos

Idioma: Inglês.

Visto: Brasileiros precisam de visto. Veja mais informações no site do consulado

Vacina: Não há vacina obrigatória.

Moeda: Dólar americano.

Fuso horário: Varia de –1 a –6 horas

Código telefônico: 1

 

As maiores cidades americanas são servidas por aeroportos modernos, a maioria com práticas conexões aos centros de suas cidades. Aqui os trens não são tão utilizados – estamos na terra do automóvel! Então aproveite as bem mantidas (e muitas vezes cênicas) estradas do país.

Paraíso das compras para os brasileiros, as diversas cidades dos Estados Unidos oferecem para nós uma série de oportunidades, até um simplório “Wal Mart” tem ótimas ofertas. Veja algumas dicas na hora de comprar:

– O que nós aqui no Brasil chamamos de “shopping center”, eles conhecem como “mall”; e os descontos que nossas lojas aqui chamam de “sale”, por lá são boas liquidações, mesmo nos outlets.

– Avise sua operadora de cartão de crédito com antecedência de que usará o cartão no exterior (ou eles poderão bloqueá-lo).

– Considere também levar dinheiro em espécie, para não ter surpresas com o IOF.

– Deixe espaço de sobra na mala ou compre uma nova por lá.

– Considere o excesso de bagagem, o limite de USD500 para produtos comprados no exterior e se os produtos são compatíveis e têm manutenção no Brasil.

– Experimente tudo antes de comprar (não será possível trocar depois).

– Devido ao seu clima, os Estados Unidos esta apto a receber visitantes ao longo do ano.

– Faça uma lista das coisas que seriam bons achados e oportunidades de compra por lá antes da viagem, já que é muito comum alguns viajantes perderem o controle e depois se arrependerem de algumas aquisições.

– Verifique os cartões de desconto dos principais centros de compras, alguns oferecem ótimos descontos.

– Os americanos são mais informais que os europeus; de qualquer forma, recomenda-se não tomar a iniciativa do beijo. Deixe a pessoa sinalizar se basta um aperto de mão ou não.

– Restaurantes e lanchonetes oferecem refil de bebidas, sem ter que pagar a mais por isso.

– Gorjetas: No restaurante, é habitual deixar 15% (como mínimo) quando o serviço foi apenas regular, em lugares mais sofisticados, 20%. É comum também dar ao bartender USD 1 por drinque servido. Nos hotéis, USD 1 por cada mala carregada, e também é educado deixar alguns dólares para a camareira (principalmente se você dormir mais de duas noites no mesmo quarto). Os taxistas também esperam gorjeta, para eles é comum deixar de 10% a 15% do valor do taxímetro.

– Uma ótima dica é fazer passeios em Hollywood – sinônimo da indústria do cinema – a maioria dos estúdios dispersou seus sets de gravação para outras áreas, e muitas filmagens são feitas em outros países. Mas saiba que ainda estão por lá o famoso letreiro, o Teatro Chinês e a Calçada da Fama. Para sentir um pouquinho dos tempos de glória, visite a Paramount Studios, o estúdio mais antigo ainda em funcionamento na região.

Hollywood

 

Chegando ao Alaska: Vôos regulares de companhias aéreas como Alaska Airlines, Continental, Delta, Northwest e United Airlines servem Anchorage. Outra ótima opção é chegar ao Alasca pelo mar, em uma belíssima viagem; a Alaska Marine Highway System sai de Bellingham (no estado de Washington) e chega até a capital Juneau. Quem gosta de viajar de trem também não fica para trás, a Alaska Railroad comunica Seward, Anchorage, o Denali National Park e Fairbanks. E se você quiser ir realmente a fundo, o melhor é voar para algum dos refúgios mais selvagens e a partir dali explorar as florestas nacionais e outras maravilhas escondidas.

 

 

Conheça nossos Pacotes para os Estados Undos da América

Faça a conversação de moedas local aqui!

 

 

Dicas dos Passageiros para os Estados Unidos

Mainlad

Não deixem de conhecer essas maravilhas da natureza, que são os Parques Nacionais do Oeste Americano, em especial Yellowstone, onde presenciamos a natureza viva multicolorida em ação diante dos nossos olhos e sob os nossos pés.
João Batista Novaes

 

Orlando

Nós achamos uma ótima cidade para se visitar, pois é uma cidade turística, bem estruturada e com pessoas educadas, isso, sem contar o ambiente limpo. Indicamos o Busch Gardens, pois é um parque onde há uma mistura de adrenalina com experiências com animais, os restaurantes  Hooters e o Hard Rock Café. Os melhores lugares para compras são as Outlets.
Cristhofer Busch/Isadora Campos 

 

Adoramos Orlando, os parques e o hotel/recepção também foram excelentes.
Fomos para Key West, que adoramos o caminho para lá é maravilhoso vale a pena visitar. Alugar carro sempre com GPS, nos perdemos em Miami e fomos parar em um lugar muito feio e assustador que ficamos com medo. Orlando tem 3 restaurantes brasileiros de fácil acesso e não são caros. E quem está em Miami tem que conhecer Key West que é fantástica!
Kleber Alexandre Gimenez 

 

Orlando é um lugar mágico! Eu e Silvio já conhecíamos, mas as meninas não. Mesmo para nós, que foi a segunda vez, o encanto foi o mesmo Nossa, o que não falta é dica! Então vou fazer um resumo: No quesito compras, a boa em Orlando é ir no Premium Outlet e no Florida Mall. No Premium tem todas as lojas de marca com roupas e sapatos super em conta. Se estiver precisando comprar casacos de frio (frio mesmo!) vá na Burlington Coat Factory. Compramos os casacos para usarmos em New York lá por uma ninharia – e os casacos são ótimos! Ainda no quesito roupa para frio, recomendo o outlet da Columbia. Não deixe de ir em nenhum parque!!! As montanhas russas são ótimas! E além dos parques, conheça também a cidade de Orlando que é muito legal.
Ah, se der passeie no bairro Celebration, que é como se fosse uma “cidade”  criada pelo grupo Disney dentro de Orlando.  Nota 10.
Simone Carvalho