Fale Conosco

Fale Conosco

_______________________

Fale Conosco

SEGURO VIAGEM VALE A PENA ?

E aí, o seguro viagem nacional, vale mesmo a pena?

É possível muitos já terem perguntando isso antes de uma viagem nacional. Seja ela de só uma semaninha, ou um tempo mais longo pra visitar uns parentes distantes, nesses casos é comum pensar se o seguro vale ou não a pena.

Nesse artigo falaremos justamente sobre isso.

 

POSSUO PLANO SAÚDE, VALE A PENA CONTRATAR O SEGURO VIAGEM?

Caso você já possua um plano ou seguro de saúde, antes de sua viagem nacional cheque se o serviço contratado tem disponibilidade no local qual você está viajando para. Além disso, se você possuir um plano empresarial é provável que exista coparticipação no serviço contratado. Nesse caso, um seguro viagem nacional vale a pena, pois o investimento em viagens no território nacional é baixíssimo.

No entanto, fiquei atento; alguma das operadoras no mercado fornecem o serviço com franquia em ordem para reduzir os prêmios do seguro viagem, isso geralmente ocorre mais em planos internacionais do que do nacional. A franquia funciona da seguinte forma, por exemplo, o seu serviço contratado possui uma franquia de R$100,00 para despesas médico-hospitalares, em caso de acionamento, fica a cargo do segurado pagar esses R$100,00 e o resto da conta hospitalar fica a cargo da seguradora.

 

 

ACESSO A HOSPITAIS NO TERRITÓRIO NACIONAL

 

Obviamente, em cidades grandes, tanto o acesso aos hospitais do seguro viagem quanto o de saúde são bem fáceis. Opções não faltarão. Contudo, uma das coisas que vale a pena contratar o seguro viagem nacional é por causa do acesso a esses hospitais. Digamos que, por exemplo, é sua primeira vez na cidade e precisa de um hospital; seu plano de saúde possui cobertura na cidade, mas, infelizmente, você não conhece nada da cidade e vai em um hospital caro. Com um seguro viagem nacional contratado, a central de atendimentos do serviço indicará qual o melhor hospital perto de você. E, por ser um atendimento coordenado, não será necessário pagar um centavo por ele. Por esse motivo sim, vale a pena.

Ainda mais, os serviços oferecidos no território nacional os tipos de consulta não se baseiam somente em hospitais e clínicas. Mas, também, há outras formas de atendimento. Tal como; consulta em domicílio (o médico irá até sua casa/hotel), via reembolso (você escolherá o local que bem entender para seu atendimento e pedirá o reembolso das despesas) e, por fim, no território nacional a telemedicina (consulta via aplicativo de áudio e vídeo) está começando a ser liberada. Essa é uma opção que vale a pena, segura, rápida e barata, que serve em casos mais simples.

Por fim, a situação complica em quando os destinos são em lugares mais isolados. Algumas cidades brasileiras podem nem ter acesso a rede privada. Dessa forma o seguro viagem vale mais a pena, justamente pela telemedicina. Porém, em casos de emergências (onde há risco de vida), o atendimento em qualquer canto do Brasil geralmente fica por conta da UPA mais próximo. Eventualmente, quando a situação acalmar, é possível dar continuidade no atendimento em hospital de rede privada e, se for orientação médica, o seguro viagem até mesmo pagará pelo traslado médico até o hospital melhor equipado para o problema.

Por esses motivos, seja em São Paulo ou em Maragogi, vale a pena contratar um dos seguros viagens disponíveis no mercado.

 

 

VALE A PENA EM VIAGENS DE CARRO?

 

Sim, vale a pena… Diversas das operadoras do mercado cobrem viagens de carro. Em caso de acidentes automotivos o serviço contratado cobrirá suas despesas com hospitais. Porém, fique atento, independentemente da escolha de como for viajar, o seguro viagem nacional tem uma “quilometragem” mínima para entrar em vigência. Geralmente, ele começa a valer a partir de 100 km de distância do município de origem.

Ah, e uma dica para os motociclistas, o Vital Card é o único que cobre viagens de moto, não somente pelo Brasil, mas pela América do Sul inteira.

 

 

 

 

POR QUE MAIS VALE A PENA?

 

Vale lembrar que o seguro viagem nacional não é somente sobre despesas médico-hospitalares. Ele também possui diversas outras coberturas e assistências para te ajudar durante todas suas viagens.

Reembolso de medicação, traslado médico, repatriação sanitária, indenizações em caso de acidente ou morte, atraso e cancelamento de voo, atraso e perda de bagagem dentre muitas outras. Por si só, esse conjunto fazem os seguros valer a pena.

E, mesmo o investimento dos planos mais completos é baixo quando se trata de viagens em território brasileiro. Custando cerca de R$6,00 o dia. Porém, vale a pena lembrar que há cobrança mínima de dias, geralmente 3 dias.

 

 

 

O SEGURO VIAGEM NACIONAL DO CARTÃO DE CRÉDITO VALE A PENA?

 

Esse geralmente não vale a pena. Apesar dos baixos custos do prêmio (isso porque já pagamos taxas altas quando se trata de anuidade do cartão), o serviço oferecido pelas operadoras do cartão de crédito não possui a infraestrutura pra cuidar de seus segurados.

Os valores das coberturas são limitados, assim como a quantidade de cobertura. E, as assistências não existem. É tudo realizado por meio de reembolso sem qualquer auxílio da operadora.

Dessa forma, vale a pena desembolsar um investimento pouco maior e contratar um seguro viagem nacional de uma operadora focada na prestação desse serviço.

 

 

 

 

DICAS AO CONTRATAR O SEGURO VIAGEM NACIONAL

 

A dica mais importante é: Leia as condições gerais. Ali explica certinho tudo o que é e não é coberto. As melhores operadoras do Brasil já possuem um link para as condições gerais do serviço em seu site, a um clique de distância. Se você possuir dúvidas, ligue para a operadora e tirá-las, ou converse com seu agente de viagens. Pois ele, sem dúvida, já trabalha há muitos anos com uma das operadoras e poderá tirar as duvidas pra você.

Lembre-se também que o barato pode sair caro. Estamos falando em um investimento que cuidará de sua saúde e de diversos outros problemas que possam ocorrer durantes suas viagens. É comum pessoas contratarem o serviço somente com cobertura médica e no fim acabam tendo problemas com suas bagagens.

O seguro viagem nacional não é plano de saúde! O atendimento médico é somente para urgências e emergências, não há cobertura de consultas eletivas, diagnósticas ou exploratórias.

Atualmente, estrangeiros precisam do serviço para entrar no Brasil. Assim como, diversos outros países, tem como obrigatoriedade o turista estar segurado, além de possuir vistos de entrada.

Por fim, se o seguro viagem nacional vale ou não a pena depende totalmente de você, e também, de suas condições. Aqui somente foi listado algumas das razões pela qual a contratação desse serviço vale a pena.